Acusado de usar imagem de pastor para “vender” orações, apóstolo se defende: “sou vítima”

O apóstolo Flávio Barbosa falou com a redação do O Fuxico Gospel sobre as acusações de ter usado imagens do pastor Roberto Ruiz em posts patrocinados nas redes sociais.

Ele disse estar preocupado com os perfis falsos e golpes que têm se proliferado na internet. Ele explicou que, no início da pandemia de COVID-19, quando os cultos nas igrejas foram proibidos, ele decidiu iniciar transmissões ao vivo de pregações evangelísticas, seguindo a tendência do momento, em seu canal do YouTube e em seu Facebook.

Nesse período, seus seguidores utilizavam principalmente o WhatsApp como meio de comunicação principal. Essas transmissões ajudaram centenas de pessoas, como comprovado pelos inúmeros testemunhos em seu Instagram. Até hoje, ele continua esse trabalho evangelístico, contando com vários membros virtuais que o acompanham há algum tempo. Vale ressaltar que seu ministério está ativamente envolvido em obras sociais, e aqueles que simpatizam com seu ministério, seja localmente ou pela internet, apoiam e patrocinam essas obras.

Quando questionado sobre o material do Pastor Roberto Ruiz, o apóstolo explicou que ficou cansado de ver pessoas de má fé se apropriarem de seus áudios de oração e vídeos, adulterando a chave PIX e contas bancárias para doações fraudulentas. Ele relatou que fez várias denúncias nas redes sociais sobre esses casos. O apóstolo destacou que seus áudios sempre incluem sua identificação, o que não acontece quando o perfil é falso. Ele fez um apelo a todos os irmãos, orientando que verifiquem o perfil da pessoa antes de realizar qualquer ajuda voluntária.

O apóstolo realiza uma transmissão ao vivo todos os dias às 11:40, na qual utiliza números para interagir com seus fiéis. Ele também mencionou que já viu anúncios com supostas revelações suas em perfis falsos, assim como o Profeta Roberto Ruiz, que também tem sido alvo de ataques.

O apóstolo expressou seu profundo respeito e admiração pelo Profeta Roberto Ruiz e sua igreja. Ele reconhece que o profeta enfrenta ataques e perseguições devido ao seu dom espiritual, mas acredita que, devido à sua sabedoria e amor ao próximo, o profeta não será enganado. O apóstolo destacou uma passagem bíblica relevante para refletirmos sobre a resolução de conflitos entre irmãos (1 Coríntios 6:6).

Em suas palavras, esses alertas são fundamentais para que possam continuar a cumprir a missão que Jesus deixou, garantindo a integridade da comunidade e evitando situações prejudiciais.


source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *