Agora evangélico, Marcelinho Paraíba prega para companheiros de time: “Muita coisa mudou”
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Agora evangélico, Marcelinho Paraíba prega para companheiros de time: “Muita coisa mudou”

  • 12 de abril de 2019
  • 0 Comentários

O atleta, com passagens por clubes como São Paulo, Grêmio e Flamengo, além de times da Europa e Seleção Brasileira, disse que não sabe como se manteve em forma para atuar por tantos anos conciliando a carreira com as festas.

De acordo com informações do portal Globo Esporte, essa é a terceira vez que Marcelinho Paraíba fecha contrato com o Treze de Campina Grande. Logo após o primeiro treino, o jogador fez uma pregação para os companheiros de time.

“Muita coisa mudou na minha vida. Há algum tempo eu me converti. Aceitei Jesus como o meu único Salvador. E isso tem sido maravilhoso na minha vida. Melhorou a convivência em casa com a família, a questão do descanso em casa. Antes eu era do mundo, vivia em farra, em festa. Eu não sei nem como eu consegui jogar até essa idade diante de tudo isso. Mas daqui para frente é só benção, sou um novo homem. Sempre procurando fazer o certo e trabalhando pelo Treze”, declarou o jogador.

Ícone no clube do alemão Hertha Berlim, Marcelinho Paraíba colecionou polêmicas em sua carreira. Em 2002, quando já estava na Alemanha, o jogador foi flagrado dirigindo embriagado. No Brasil, chegou a ser preso em 2011 em flagrante por tentativa de estupro.


Apesar de tantas controvérsias, o jogador sempre atuou em alto nível, conquistando títulos importantes. Em 2018, ele viveu o maior susto relacionado à sua saúde, quando sofreu uma isquemia, um princípio de Acidente Vascular Cerebral (AVC), e teve que ser internado.

“Eu estou muito feliz em retornar ao Treze. Não era nem para eu ter saído. Tenho um carinho muito grande por esse clube, por essa torcida. Agora é pensar em fazer uma grande competição, uma boa temporada. Da minha parte sempre vai existir muito empenho. A idade é apenas um número. Se você tem disposição, está dentro de você. Se deixar se levar pela idade, você vai perder o foco. Procuro me exercitar, tenho uma vida bem ativa. Ainda me sinto uma criança, isso prestes a completar 44 anos. Tenho condições de jogar 90 minutos, mas para isso é preciso se preparar”, finalizou.

 

Gospel+

Olá, deixe seu comentário para Agora evangélico, Marcelinho Paraíba prega para companheiros de time: “Muita coisa mudou”

Enviando Comentário Fechar :/