Banheiro público abandonado na maior favela do Quênia é transformado em igreja
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Banheiro público abandonado na maior favela do Quênia é transformado em igreja

  • 12 de maro de 2019
  • 0 Comentários

Segundo o Missions Box, organização de notícias cristãs, os membros da Igreja em Kibera estão agradecidos por seu novo prédio. “Eles se consideram abençoados por ter um lugar para comunhão, adoração, louvor e aprendizado da Bíblia no meio de toda a miséria que os rodeia”, declarou o MB.

O edifício é a melhor construção do lugar, cujos barracos ocupados pelas famílias têm paredes de barro e telhados de zinco e medem, em média, 12x12m.

O prédio alugado para a igreja foi construído como parte do esforço para se obter uma Área Livre de Defecação (ODF, sigla em inglês) para atender aos objetivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas. A defecação a céu aberto é uma prática comum onde a infraestrutura e os serviços de saneamento não estão disponíveis.

Mesmo com os banheiros disponíveis, os esforços de mudança de comportamento ainda podem ser necessários para promover o uso destes locais para que não fiquem sem utilidade e percam sua finalidade, como aconteceu em Kibera, onde a instalação sanitária pública não era usada.

Com o prédio sem utilidade, o prédio recebeu reforma e limpeza, passando a ser utilizado pela Igreja do Cristo Milagre, que agora se encontra lá para todos os seus cultos e estrutura para utilização de grupos comunitários.

Um edifício originalmente feito para fins de saneamento é agora um lugar para a salvação, onde as pessoas vêm para ouvir o evangelho, colocar sua fé em Cristo, ter seus pecados lavados e ser purificados de toda injustiça.

Banheiro público abandonado na maior favela do Quênia é transformado em igreja

Uma das maiores favelas do mundo

Com uma população flutuante de quase um milhão de pessoas, Kibera é a maior favela do Quênia e uma das maiores do mundo. É onde também está a igreja que ocupa um dos lugares mais incomuns do mundo.

Em Kibera existem muito poucos banheiros. O que existe são buracos no solo compartilhados por até 50 famílias. Esgoto a céu aberto passa devagar pelas ruas de terra. Por essa razão, a favela está “fortemente poluída por lixo humano, lixo, fuligem, poeira e outros resíduos”. Toda a favela está contaminada com fezes humanas e de animais.

Kibera não tem hospitais ou clínicas governamentais. A única ajuda médica disponível é fornecida por igrejas, organizações religiosas e outras ONGs.

A toxicodependência e o alcoolismo são galopantes. As pesquisas mais recentes indicaram que 40% dos adultos entre 18 e 20 anos são viciados em álcool, enquanto 27% dos homens e 13% das mulheres estão viciados em drogas.

Metade das meninas entre 16 e 25 anos estão grávidas. Abortos são desenfreados e geralmente são conduzidos em “instalações clandestinas usando métodos inseguros”.

A Igreja do Milagre de Cristo para Todas as Nações tem uma grande missão a cumprir em Kibera.

 

Guiame

Olá, deixe seu comentário para Banheiro público abandonado na maior favela do Quênia é transformado em igreja

Enviando Comentário Fechar :/