Cego por 14 anos, pastor volta a enxergar: “Acordei todos os dias na expectativa do milagre”
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Cego por 14 anos, pastor volta a enxergar: “Acordei todos os dias na expectativa do milagre”

  • 06 de junho de 2019
  • 0 Comentários

O reverendo Philip Dunn, da Assembleia Cristã do Vale em Charleston, na Virgínia Ocidental (EUA) nunca deixou o púlpito depois de perder a visão por conta da catarata e da degeneração macular. Para preparar seus sermões, ouvia gravações da Bíblia, por exemplo.

 
“Eu sabia em meu coração que eu seria capaz de ver de novo, eu simplesmente não sabia quando”, disse Dunn, hoje com 61 anos, de acordo com informações da Fox News.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) – uma espécie de Ministério da Saúde nos Estados Unidos – a catarata, que é a turvação da lente do olho, é a principal causa de cegueira em todo o mundo e a principal causa de perda de visão no país.

A condição pode ocorrer em qualquer idade, por uma variedade de razões. Hoje há estudos que apontam uma estimativa de que 20,5 milhões de norte-americanos com 40 anos ou mais tenham catarata em um ou ambos os olhos.

 
Nesse contexto, o pastor Philip Dunn disse que os médicos disseram à época que o diagnóstico não o incomodaria por alguns anos, mas em poucos meses ele estaria vendo pontos pretos. “Esse foi o começo da degeneração macular”, disse ele numa entrevista à emissora WCHS.

A condição secundária, também conhecida como degeneração macular relacionada à idade (DMRI), está associada ao envelhecimento e danos na visão central e aguda. De acordo com o CDC, a visão central é necessária para ver os objetos com clareza e para tarefas cotidianas comuns.

A agência estima que a doença afeta 1,8 milhão de americanos com mais de 40 anos, e disse que é a principal causa de deficiência permanente de leitura e visão de perto entre pessoas de 65 anos ou mais.

“Mesmo quando minha visão piorou e as coisas ficaram mais difíceis, eu apenas acordei todos os dias com a expectativa de que talvez hoje eu pudesse obter meu milagre”, disse o pastor.

O milagre que ele esperava veio em agosto, quando ele começou a sentir uma forte dor de cabeça por trás do olho esquerdo. Os médicos supostamente determinaram a dor como uma catarata rompida. Ele foi submetido a uma cirurgia para removê-la e, quando retirou o adesivo, percebeu que sua visão havia sido restaurada.

“Eu fui para a cozinha, minha esposa disse: ‘Querida, você tirou o curativo’, eu disse ‘sim’, ela disse, ‘o que você vê?’ Eu disse: ‘Eu posso ver você!’”, o pastor contou. “Ela foi o primeiro rosto que vi em 14 anos”, disse ele.

Uma segunda cirurgia supostamente restaurou a visão em seu olho direito também. Philip Dunn contou que sua perda de visão e restauração fizeram com que ele incentivasse os outros a “celebrarem cada momento” e “maximizarem cada dia”.

Como acredita que deve aproveitar ao máximo a dádiva de enxergar novamente, logo que voltou a ver ele pegou a estrada em uma viagem para a Califórnia na minivan que ele não dirigia desde que perdera a visão: “Nos últimos 14 anos eu sonhei em fazer isso, e não percebi quando isso iria acontecer e finalmente foi uma realidade”, concluiu.

 

Gospel+

Olá, deixe seu comentário para Cego por 14 anos, pastor volta a enxergar: “Acordei todos os dias na expectativa do milagre”

Enviando Comentário Fechar :/