Local onde a Arca da Aliança foi guardada pode ter sido achado
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Local onde a Arca da Aliança foi guardada pode ter sido achado

  • 20 de dezembro de 2019
  • 0 Comentários

As evidências de que a Arca da Aliança foi guardada no templo de Bete-Semes, em Israel, são apontadas pela equipe de pesquisadores da Universidade de Tel-Aviv, que trabalha no sítio arqueológico desde 2012 e recentemente descobriu uma mesa de pedra, com formato côncavo.

Os pesquisadores entendem que essa mesa de pedra se encaixa com a descrição do Antigo Testamento para uma edificação que recebeu a Arca. O templo tinha formato quadrado perfeito, com paredes de 8,5 metros de comprimento e os cantos direcionados para os pontos cardeais. No local, duas grandes pedras côncavas com calhas, indicam que o local era usado para sacrifícios, já que também foram encontrados ossos de animais e uma vasta gama de cerâmicas.

“Há muitas evidências de que este era realmente um templo”, afirmou o professor Shlomo Bunimovitz, da Universidade de Tel Aviv. “Quando você olha para a estrutura e seu conteúdo, fica muito claro que esse não é um espaço doméstico padrão, mas algo especial”, acrescentou, de acordo com informações do jornal Jerusalem Post.

O líder da escavação, Zvi Lederman, destaca que a enorme laje de pedra alocada sobre duas rochas menores, exigiu um trabalho mais apurado dos pesquisadores: “No começo, pensávamos que era uma massebah (pilar sagrado) que havia caído. Mas logo percebemos que era para ser uma mesa”.

Os especialistas veem a descoberta como significativa pois traz evidências físicas do período da “grande pedra”, quando a Arca da Aliança teria sido depositada em Bete-Semes após ser devolvida pelos filisteus, segundo relata o livro de Samuel.

“ORA, O POVO DE BETE-SEMES ESTAVA COLHENDO TRIGO NO VALE E, QUANDO OLHARAM E VIRAM A ARCA, ALEGRARAM-SE MUITO. A CARROÇA CHEGOU AO CAMPO DE JOSUÉ, DE BETE-SEMES, E ALI PAROU AO LADO DE UMA GRANDE ROCHA. ENTÃO CORTARAM A MADEIRA DA CARROÇA E OFERECERAM AS VACAS COMO HOLOCAUSTO AO SENHOR. OS LEVITAS TINHAM DESCIDO A ARCA DO SENHOR E A CAIXA COM OS OBJETOS DE OURO E COLOCADO SOBRE A GRANDE ROCHA. NAQUELE DIA, O POVO DE BETE-SEMES OFERECEU HOLOCAUSTOS E SACRIFÍCIOS AO SENHOR” –I SAMUEL 13-15
Lederman, porém, adota postura cautelosa. Com todos os indícios, não há meios de comprovar que a pedra encontrada seja a rocha descrita na Bíblia Sagrada, já que a descoberta arqueológica, nesse caso, não é garantia de que o templo corresponde aos fatos narrados no Antigo Testamento.

Bunimovitz diz também que detalhes divergentes entre a descoberta e a narrativa bíblica exigem essa postura cautelosa, e cita como exemplo o fato de que a pedra descoberta estava em um campo abaixo da cidade, não em um templo em uma colina: “Não é fácil descompactar todas as reviravoltas da história que acabaram na Bíblia e descobrir o que as pessoas se lembram, o que era histórico e o que foi adicionado mais tarde”, disse o professor.

Outros pesquisadores mantém a possibilidade como real, como o professor Avraham Faust, docente de arqueologia da Universidade de Bar-Ilan. Ele observa que houve uma tendência no passado de encaixar achados arqueológicos na narrativa bíblica, o que provocou uma tendência inversa, que descarta de imediato os vínculos bíblicos.

“É uma suspeita automática e às vezes justificada, mas não acho que seja esse o caso aqui”, disse Faust. “Esta é uma pedra perceptível, colocada em uma posição visível dentro do que parece um templo. Então existem muitos pontos que podem conectar essa descoberta a uma antiga tradição que pode ter entrado na história bíblica. Não sei se eles estão certos ou errados, mas acho que deve ser examinado com cuidado”, concluiu.

Gospel+

Olá, deixe seu comentário para Local onde a Arca da Aliança foi guardada pode ter sido achado

Enviando Comentário Fechar :/