Médico que praticou centenas de abortos fala do passado: “Você perde a sensibilidade”
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Médico que praticou centenas de abortos fala do passado: “Você perde a sensibilidade”

  • 13 de novembro de 2019
  • 0 Comentários

Robinson, que reside no no sul de Los Angeles, contou que aprendeu a fazer aborto logo no início da sua profissão, nos Estados Unidos, na década de 70, quando a Suprema Corte dos EUA legalizou o assassinato institucionalizado de bebês em todo o país.

 
“Foi quando aprendi a fazer o procedimento, dilatação e curetagem”, disse ele em uma entrevista para o “The Pure Flix Podcast”, segundo informações da emissora CBN News. “As clínicas de aborto estavam espalhadas por todo o sul da Califórnia. Aprendi a fazer o procedimento em 1978 e passei três anos treinando em medicina familiar”, completou.

Ao se casar, Robinson teve a ajuda da sua esposa para fazer abortos. Os dois fizeram juntos centenas de procedimentos. Até então, o médico nunca havia ouvido o Evangelho. Ele não sabia que aos olhos de Deus o ser humano é constituído desde a concepção (Jeremias 1:5).

A mudança de perspectiva de Robinson e a sua esposa Noreen ocorreu quando eles se mudaram para um bairro conservador. “Ser abortista não era algo compatível com a prática da comunidade.Não estávamos mais envolvidos com o aborto, mas ainda acreditávamos nele”, disse o médico.

Finalmente, em 1986 Robinson foi a um culto, onde o Evangelho de Cristo invadiu o seu coração e ele decidiu entregar a sua vida para o Senhor. “[Deus] abriu nossos olhos para o quão hedionda é essa guerra contra bebês e Ele nos lançou em uma carreira pró-vida”, disse ele.

Mais de três décadas depois, o médico agora dirige a organização 40 Days for Life, que atua em 60 países conscientizando pessoas acerca da necessidade de defender a vida humana desde o ventre materno, algo que para Robinson é possível quando os profissionais se deixam tocar pelo amor de Cristo.

“Você perde a sensibilidade quando o médico desumaniza aquele bebê dentro do útero e ele não se torna mais algo sagrado. Não é mais uma vida humana preciosa, [mas] Jesus entra e muda tudo. Nós nos tornamos uma nova criatura”, disse Robinson. “Ele transforma nossa mente e nos alinha à Sua palavra pelo Seu Espírito, por isso é uma nova vida”.

 

Gospel+

Olá, deixe seu comentário para Médico que praticou centenas de abortos fala do passado: “Você perde a sensibilidade”

Enviando Comentário Fechar :/