Mulher ateia fogo a igreja e escreve “satanás vive” na porta do templo
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Mulher ateia fogo a igreja e escreve “satanás vive” na porta do templo

  • 03 de abril de 2019
  • 0 Comentários

Jillian Nicole Robinson, 18 anos, foi presa por suspeita de incêndio culposo, crime de segundo grau, e roubo, um crime de terceiro grau. Ela também está sob investigação por danos criminais e posse de ferramentas roubadas, ambas as contravenções da classe B segundo a legislação do estado de Utah (EUA).

O incidente ocorreu por volta de 01h50 da madrugada. Oficiais do Departamento de Polícia da cidade de Orem responderam aos relatos de um incêndio dentro de um prédio da igreja mórmon, de acordo com informações do portal Daily Herald.

“Eles entraram e viram vários [focos de] incêndio espalhados pela igreja”, publicou o departamento no Facebook. “Eles foram capazes de apagar as chamas com um extintor de incêndio que um dos policiais tinha em seu carro de patrulha”, acrescentou o texto.

Duas portas de vidro foram quebradas no lado norte e sudoeste do edifício, e o painel de controle eletrônico da porta também foi danificado. Além disso, a suspeita teria entalhado portas de madeira com a frase “satanás vive”.


“Uma vez lá dentro, você não precisava ser detetive ou investigador de incêndios para dizer que esses incêndios foram intencionalmente feitos por alguém”, informou a nota da Polícia.

Enquanto investigavam o incêndio, outros policiais realizaram patrulhas extras em volta das igrejas próximas, já que se acreditava que o incidente era um incêndio criminoso. Durante as buscas, um oficial notou uma pessoa suspeita perto de um prédio da igreja. Outros policiais chegaram e estabeleceram um perímetro ao redor do prédio enquanto tentavam render a pessoa.

Os policiais relataram que também sentiram um “cheiro forte de gasolina ao redor da área do lado norte da igreja, especialmente ao redor da porta com a escrita e as janelas adjacentes a essa porta”.

“Jillian Nicole tinha em sua posse uma garrafa que cheirava a gás, um isqueiro e fósforos”, informou a polícia. “Mais tarde, foi relatado que ela também tinha um marcador [que teria sido usado para entalhar a frase sobre satanás], uma chave de fenda e uma broca com brocas”.

Oficiais também apreenderam um carro no estacionamento da igreja, que teria sido usado pela suspeita para chegar aos edifícios da igreja, Jillian Nicole negou qualquer envolvimento no incêndio criminoso, mas depois escreveu um testemunho afirmando que ela agiu sozinha.

“Eu estava com raiva e tudo que eu queria fazer era acender uma pequena fogueira e sair do controle. Fugi da cena e não olhei para trás”, ela teria escrito no comunicado. “Eu senti vontade de brincar com fogo por causa da minha vida louca em casa, isso não foi um crime de ódio”, defendeu-se. Ela está presa na cadeia do condado de Utah com uma fiança de US$ 20 mil.

 

Gospe+

Olá, deixe seu comentário para Mulher ateia fogo a igreja e escreve “satanás vive” na porta do templo

Enviando Comentário Fechar :/