“Perdoei. Sou cristã, não pago mal com mal”, diz esposa do goleiro Jean após agressões
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

“Perdoei. Sou cristã, não pago mal com mal”, diz esposa do goleiro Jean após agressões

  • 02 de janeiro de 2020
  • 0 Comentários

“Já perdoei ele. Eu sou cristã, então não pago mal com o mal”, disse Milena, que embora esteja separada do goleiro, ainda não se divorciou. Ela concedeu uma entrevista ao Fantástico revelando que o atleta a estava traindo e a agressão começou depois que ela ameaçou contar à amante dele que tinham tido relações na viagem que fizeram à Disney com as filhas do casal.

“Ele [Jean] sempre mostrou ser um menino muito tranquilo, tudo perfeito… até eu descobrir a traição. Ele já me tratava mal, não dava muita atenção e nem muita assistência para a gente (à ela e às filhas). Ele alegava que estava confuso em relação a tudo”, contou ela.

A viagem da família aos Estados Unidos só não foi desmarcada, segundo ela, porque eles queriam realizar o sonho das filhas. “Umas duas semanas antes (da viagem para Orlando) eu mandei ele decidir: ou ele ficava em casa e começava tudo do zero, ou ele saía. E ele saiu. Nós fomos separados para a viagem, com a intenção de realizar o sonho das nossas filhas, ficando juntos ou não”, explicou.

“A gente tinha umas discussões, porque nós [Milena e as filhas] íamos para os parques e ele ficava muito disperso, o tempo todo no celular. No terceiro dia, nós dormimos juntos, e tivemos relação”, contou Milena, dizendo que as agressões ocorreram logo após o momento íntimo.

Jean, que jogou a temporada 2019 pelo São Paulo, deverá ter o contrato rescindido, segundo informações da ESPN. Logo após sua prisão em Orlando, Flórida, o clube divulgou uma nota informando que trataria do assunto após as férias, mas que já havia tomado uma decisão a respeito do caso.

Desde então, veículos de mídia esportiva garantem que a escolha da diretoria do clube é pela rescisão do contrato com o goleiro, que iria até o final de 2022. O atleta foi comprado do Bahia em 2018, e chegou ao time como uma promessa de substituir Rogério Ceni, já que tem habilidade como batedor de faltas.

Como o goleiro Jean está sendo processado pela Justiça americana, Milena ainda não sabe se denunciará o atleta pela Lei Maria da Penha no Brasil, mas já sabe que vai se divorciar: “Eu realmente ainda estou um pouco perdida. Estou falando com o meu advogado para fazer o que de melhor for para ambas as partes. Eu vou recomeçar, e que ele consiga recomeçar do jeito dele, tendo a cabeça no lugar, nunca mais errando dessa forma”.

 

Gospel+

Olá, deixe seu comentário para “Perdoei. Sou cristã, não pago mal com mal”, diz esposa do goleiro Jean após agressões

Enviando Comentário Fechar :/