Prodígio no tênis, Coco Gauff revela que sempre ora por oponentes antes dos jogos
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Prodígio no tênis, Coco Gauff revela que sempre ora por oponentes antes dos jogos

  • 15 de julho de 2019
  • 0 Comentários

Em sua primeira participação em Wimbledon, Coco Gauff venceu a veterana vitoriosa Venus Williams na primeira rodada, antes de passar por mais duas partidas no caminho para a segunda semana.

Entretanto, sua habilidade esportiva e velocidade no jogo não é a única coisa que chamou atenção. Em suas entrevistas, demonstrou um tremendo caráter, espírito esportivo e sempre destacou sua fé.

Depois da vitória sobre Venus Williams, Gauff agradeceu graciosamente à campeã por tudo que ela fez pelo esporte: “Ela tem sido uma inspiração para muitas pessoas. Eu estava apenas dizendo a ela ‘obrigada’. Eu a conheci antes, mas eu realmente não tive coragem de dizer qualquer coisa”, afirmou Coco Gauff em entrevista ao jornal The New York Times.

Após cumprimentar Williams, a adolescente ajoelhou-se em frente à sua cadeira para uma oração. Desde que seu pai a ensinou que deveria fazer isso todas as vezes que fosse jogar, ela tem colocado a orientação em prática: “Antes de cada partida, desde que eu tinha 8 anos, meu pai e eu fazemos uma oração juntos”, explicou Gauff.

“Nós realmente não oramos pela vitória, apenas que eu e minha oponente permaneçamos seguras. Depois do jogo, eu estava apenas agradecendo a Deus por esta oportunidade”, enfatizou a tenista.

Sua história vem se tornando cada vez mais notável para a imprensa esportiva a cada vitória. Ela chegou a Wimbledon após receber um convite enquanto viajava para treinar no sul da França. Imediatamente ela mudou seus planos, pegou um voo para o Sudoeste de Londres e acabou passando por suas partidas de qualificação, antes de derrotar Vênus Williams na primeira rodada do sorteio principal. “Obviamente, eu literalmente consegui meu sonho”, disse ela.

Agora, com uma impressionante estreia no Grand Slam, Gauff deu méritos a seu pai por tê-la ensinado uma profunda confiança que provavelmente lhe servirá bem nos próximos anos. “Meu pai me disse que eu poderia fazer isso quando eu tinha 8 anos”, disse ela.

“Obviamente você nunca acredita nisso. Eu ainda não estou 100% confiante. Mas, tipo, você tem que dizer coisas. Você nunca sabe o que acontece. Se eu entrasse nessa partida dizendo: ‘Deixe-me ver quantos pontos posso ganhar contra ela’, então eu definitivamente não teria vencido. Meu objetivo era jogar o meu melhor. Meu sonho era vencer. Foi o que aconteceu. Eu acho que as pessoas simplesmente se limitam demais”, acrescentou.

“Estamos surpresos que esteja sendo assim”, disseram os pais da jovem tenista sobre sua escalada para as altas disputas do esporte. “Mas não estamos surpresos com o potencial dela”.

 

Gospel+

Olá, deixe seu comentário para Prodígio no tênis, Coco Gauff revela que sempre ora por oponentes antes dos jogos

Enviando Comentário Fechar :/